Category Archives: Fotografia

Curriculum de Fotógrafo

Tem muita gente que está começando agora na fotografia e me pergunta sobre Portfolio. O que fazer? Como fazer? Será que vai parar na lata do lixo? Então resolvi escrever à respeito.

Não que eu tenha tanta experiência como fotógrafo, mas tenho um certo caminho traçado em uma agência internacional de notícias, estando do outro lado da mesa, como CEO, recebendo Portfolios de fotojornalistas que desejavam ser freelancers da agência.

Talvez a melhor dica a se dar não seja em relação à beleza do Portfolio, à sua apresentação, os recursos que o acompanham, a cor da capa, etc., mas sim, como ele é levado à agência ou à empresa para a qual se deseja trabalhar.

Contudo, antes de falar disso, vamos deixar uma regra bem clara:

1. Curriculum Vitae de fotógrafo é seu portfolio

Então, tudo o que vou falar agora, que deixa o Portfolio em segundo plano, não exime meu caro colega de ter um trabalho bem organizado e bem impresso para mostrar ao futuro cliente ou contratador.

Então, como estava falando, o que fará a diferença para você ser contratado ou não não é bem a técnica ou beleza de suas fotos, mas quem você é.

A relação que se estabelece entre o cliente e o fotógrafo é uma relação de confiança. Se a “Revista Dasjuju” contrata o “J. A. Durango” (nomes fictícios, obviamente) para fazer um editorial por mês, não é porque ele deixou o portfolio com a moça da portaria ou a seretária, mas porque o conhecem, conhecem seu trabalho feito para outros clientes, ou até mesmo o editor-chefe da revista conhece um outro cliente do fotógrafo que lhe garantiu que seu trabalho vale a aposta.

Daí você pode me dizer que não conhece ninguém em revistas ou agências de publicidade e não teria como fazer isso.

“– Estou começando agora e ninguém me conhece! Como vão me indicar?”.

Como diria o Chapolin Colorado, “Palma, Palma, não priemos cânico!” E não se esqueça que entre você e uma pessoa totalmente desconhecida no mundo, há em média somente 5 pessoas, e você só precisa encontrar o caminho certo até ser apresentado à seu cliente. E, posso comprovar que isso é uma tremenda realidade, pois conheço pessoas hoje que jamais imaginei que as conheceria. Até o Papa Bento XVI está na lista! E, por graça de Deus, temos hoje, só um amigo nos separando. Ou seja, de 5 passou para 1 em poucos meses. Isso me deu a graça de ter minha filha menor sendo levada e beijada por ele no papa-móvel em outubro passado, em plena praça de São Pedro no Vaticano.

© L'Osservatore Romano

Então, muito mais importante que ter um belo trabalho, é ter uma bela rede de contatos, o famoso network.

Todo jornalista sabe que qualquer pessoa que conhece pode ser uma fonte em potencial, e tem todos os dados da pessoa em seu banco de dados, seja ele um caderninho ou um FileMaker Pro no seu Mac (detesto PCs). Para nós fotógrafos, a regra é basicamente a mesma: qualquer pessoa que conhecemos é um cliente em potencial – ou conhece um –, e temos que ter todos os seus dados bem registrados em uma base de dados. É justamente para isso que serve a opção “friend” na agenda do Mac. Quando você cadastra uma pessoa no simplório software nativo do Mac OS, pode perceber que logo abaixo dos telefones tem uma guia chamada “friend”, que pode mudar para “spouse”, etc. Utilize-a, cruze os contatos, saiba quem é quem.

Outro ponto a ser levado em consideração é o nível de confiança que tem com essas pessoas, que pode ser medido em:

– conhecimento

– simpatia

– amizade

– confiança

Se você só conhece o indivíduo, faça o possível para ganhar sua simpatia, e ganhando-a, lucre um novo amigo, e quando forem amigos, a confiança surge automaticamente, e isso lhe dará mais força para que essa pessoa se torne seu cliente, veja seu trabalho com outros olhos e até recomende seu trabalho para outros.

Parece até que estou planejando ter amigos só por interesse, mas na verdade, só os amigos te contratam, pois os inimigos vão buscar sempre outro fotógrafo. É assim que funciona e obviamente não estou falando de amizade na sua mais perfeita etimologia, com seu peso filosófico, um tipo de amor. Aqui estou falando de amizade no que se refere à relações de trabalho.

No último exemplar da revista Digital Photographer Brasil, da editora Digerati, há uma matéria muito boa sobre como se tornar um profissional, e alguns profissionais dão dicas de como chegaram a ser o que são. E, se não estou enganado, quase todos eles, senão todos, afirmaram que um dos passos para se tornar profissional é “fazer network”:

Dessa forma, queria só deixar essa dica, perca a vergonha e seja um Homem-Aranha, não para subir em prédios ou combater o crime, mas para criar sua teia, sua network. O trabalho do fotógrafo também é feito no corpo a corpo (não com as modelos. Isso dá processo e é anti-ético!), mas com seus potenciais clientes.

Um grande abraço.

J. Caetano

(P.S.: Semana que vem vou falar mais um pouquinho sobre portfolio)

Nova Coleção da AD Life Style

Passando pelo shopping da minha cidade, Taubaté, não pude deixar de notar que havia coisa nova na vitrine da AD Life Style, então fui dar uma conferida e aproveitei para trazer umas dicas pro Blog.

A coleção primavera-verão 2011 da marca carioca buscou inspirar-se nas cores mediterrâneas, no clima de sol que rola por esse mar justo agora, quando é verão no Hemisfério Norte e nas cores do mar, que vai do azul ao verde nos inúmeros países que banha. A marca aposta em cores como amarelo sol, jade, pistache, e no azul, em diversos matizes.

Para os homens, as batas de malha, pólos mais sóbrias, golas em V e camisas bordadas. Estampas e tie die marcam presença também. O homem da AD reflete o verão em shorts lisos ou estampados, em malhas diferenciadas, estampas aquareladas. Destaque também para o linho colorido, liso ou xadrez. Camisas com estampas florais e os docksides também aparecem para o homem.

A marca começou há pouco tempo a investir no mercado feminino e traz na linha uma mulher com charme e beleza para esse verão, e também aposta em cortes mais masculinos, como o boyfriend. Particularmente, acho que as mulheres ficam lindas e sexys com boyfriend, seja short ou calça.

A AD também traz chapéus de palha, rendas, camisas “amassadas” e estampadas. Surgem lindamente os vestidos e saias e também podemos ver uma linha de beachwear discreta, porém de muito bom gosto.

O legal da marca, que eu uso e posso afirmar, é que o caimento é muito bom, confortável, sem perder o estilo. O como usam muito tecidos naturais, o conforto acaba aumentado, principalmente no calor.

No Vale do Paraíba, a AD possui uma franquia no Taubaté Shopping (Tel 12 – 3635.2322). Outras lojas podem ser encontradas no site da marca: http://www.adlifestyle.com.br/

Abraços,

José Caetano

Um pouco mais de Karol Martins

Mais um pouco de nossa Stone Girl (chique! estou patenteando a marca), Karol Martins:

Como disse antes, além de extremamente linda, ela é um doce de pessoa. Daquelas que passam por nossa vida e não conseguimos esquecer. Quem quiser contratá-la, acesse http://agenciastone.com e nos deixe um email.

Abraços,

José Caetano

Até o Sol sentiu vergonha da beleza dela

Eram 22 horas da sexta-feira, o carro serpenteava pela estrada particular que leva à pousada Refúgio do Corsário, locação escolhida para revelar essa belíssima new face, Karol Martins, sob uma garoa fina que desafiava toda previsão do tempo dada pelos sites especializados.

Na manhã do mesmo dia tínhamos checado tudo e a probabilidade de chuva e tempo fechado era de 5%. Só isso! Além disso, já estávamos ficando desidratados com a baixíssima umidade do ar dos últimos dias. Mas aquela noite pressagiava tudo que não queríamos. Havíamos reservado uma das mais belas pousadas do litoral norte de São Paulo, o ensaio era de beachwear, presumindo que o sol se faria presente com sua beleza milenar.

Deixamos a modelo e sua linda mãe – revelando de onde vinha a beleza da modelo – no chalé especialmente alugado, de frente para a piscina e para o mar para fazer as fotos, preocupados com a manhã seguinte, mas com a garantia dos trabalhadores do local que, ao que tudo indicava, o sol estaria lá logo pela manhã, às 6h15, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Despertar às 5h25, rumo à pousada para encontrar novamente a modelo e, na aurora, o que víamos era só nuvens. Mas ainda tínhamos a esperança que o Astro Rei dissolvesse a névoa e lançasse seus raios sobre nós. Começou o Make Up, e às 7h25, já que o sol estava preguiçoso, pausa para o café da manhã, pois ninguém é de ferro. Uma hora depois, onde estava o menino que aquece nossos dias? Nada dele. Então resolvemos começar com as fotos de lingerie dentro do quarto, já que para essas trazíamos nosso sol particular (nossos flashes). Bingo! A modelo brilhou mais que nossa estrela vizinha.

Nesse momento eu já nem queria mais o Sol de verdade, que atrás das nuvens, nos dava uma luz difusa e controlada, permitindo usar nossos flashes com tranquilidade, direcionando a luz para onde queríamos. Então, num instante de curiosidade, o menino resolveu surgir por detrás das nuvens para espiar a estrela do dia, Karol Martins. Nessa hora partimos para os biquinis e corremos para a areia da praia. Mas ele ficou com vergonha. Quem teria que brilhar era a Karol, e não o Sol.

Para falar um pouquinho de Karol Martins, sou forçado pela natureza a mencionar que ela é linda, e não só visualmente falando. Essa morena fantástica tem uma energia rara e uma beleza interior que faz dela uma pessoa única, apaixonante, difícil de deixar de ficar admirando. E ainda faz trabalhos sociais, além de estar cursando Direito. Um doce passou por minhas lentes e fiquei extremamente feliz em poder clicar essa mulher especial. Espero que tenhamos muitos trabalhos juntos no futuro, pois a Karol é dessas pessoas que passam pela vida da gente e deixam uma marca indelével.

Looks by Pele de Seda, que prepara a inauguração de sua nova loja em Taubaté (012) 3622-5551. E Ducks Sport Wear – Longboard e Lycra Roxy – (12) 3622-1840.

O Make Up e Hair foram por conta de nossa produtora Ana Paula Caetano, como também toda produção do ensaio. E a Direção de Arte e Iluminação ficaram por conta do fotógrafo Diego Migotto.

Acho que já deu pra dar um gostinho. Pena que o fim de semana terminou logo, e tivemos que voltar à nossa rotina. Foi como sair do País das Maravilhas depois de vencer o dragão e ter que voltar ao mundo real, meio cinzento de nossas atividades diárias. Opinião unânime da equipe é que o fim de semana tinha que ter durado mais.

Karol, muito obrigado por me permitir te fotografar. Foi uma honra enorme!

E quem quiser contratar a Karol pode acessar nosso site http://www.agenciastone.com e deixar um email para nós.

Abraços,

José Caetano

Ibope em alta: mais duas polaroides da Karol Martins

Gente, já que os acessos do Blog e de nossa página estão bombando por causa das polaroides da linda Karol Martins, seguem mais duas, só que agora chega. Só vamos publicar o editorial de beachwear que vamos fazer no final de agosto com ela. Ok?

Polaroide de Karol Martins

Polaroide de Karol Martins

Abraços a todos e aguardem o editorial com essa gata no final de agosto.

Mais duas polaroides – Karol Martins

Segue mais duas polaroides da belíssima modelo Karol Martins:

Ressaltando novamente que ela está sem maquiagem e com roupa do dia a dia. Sem produção nenhuma e nem Photoshop. Só correção de cores e vinheta. O restante é beleza natural mesmo!

Abraços.

J. Caetano

Tendência em casamentos: Trash The Dress

Durante anos planejando, sonhando, montando e remontando na imaginação como será seu grande dia diante da igreja ou na recepção, esses são os planos de quase todas as mulheres que pretendem se casar um dia.
Eis que surge uma nova tendência no Brasil que já é comum há algum tempo na Europa e nos Estados Unidos, o Trash the Dress. Por que não ousar um pouco nessa data tão importante para um casal? seja a noiva ou o noivo, um dia qualquer quando pegarem seu álbum de casamento, um, dois, dez ou vinte anos depois, olhar para trás e pensar nos momentos felizes que passaram juntos, aproveitando e ousando das oportunidades…

d+j1

Essa é a minha proposta aos casais que quiserem recordar com emoção do seu grande dia, ou ainda fazer mesmo depois do casamento um ensaio “Trash the Dress” seja na praia, campo, montanhas ou ainda em locais urbanos. Na Stone a criatividade não tem limites, estamos à disposição para suas sugestões.

d+t

d+j3

v+d

Abraços,
Diego Migotto

Safari estará em alta na próxima estação, mas…

Todos os críticos de moda, revistas especializadas e também os bloggers concordam que modelos Safari estarão em moda na próxima estação, em cores relacionadas ao tema e looks mais cleans, porém é certo que o safari vem quente na próxima estão, mas…

Queridos amigos, tem safari e tem safari.

Vejamos, por exemplo, o caso abaixo:

Aí está um modelo de “safari” que não deve ser usado em nenhuma estação e, talvez, nem em um verdadeiro safari, nas savanas africanas.

Queridas e queridos, por favor, ao utilizar um modelo safari, atentem para o bom senso, para a estética, para a beleza. Vale ressaltar que o safari não cai bem pra todo mundo. Nem todo perfil se encaixa nos modelos que estão chegando aí.

Um abraço.

J. Caetano

Open Boots, Open Minds

Nesse verão europeu, por motivos de trabalho, obviamente, pude visitar as duas capitais mais fashion, para mim, que são Roma e Paris. E, como minha querida 5D Mark II já estava na mochila, não pude perder a oportunidade de me lançar ao street style.

Para as mulheres que amam botas mas que as deixam bem guardadinhas no fundo do closet durante o verão: surpresa! Existem as Open Boots, que podem ser usadas no verão, inclusive no nosso verão brasileiro. Por sinal, como nosso inverno está razoavelmente quentinho, quem sabe, pode-se antecipar a tendência e usa-las agora mesmo. Tudo bem que ainda é meio difícil de encontrar Open Boots em nossas vitrines, mas elas já haviam chegado esse ano, mas de maneira discreta, mostrando só os dedos, ou o calcanhar. Contudo, na Europa elas já chegaram com tudo, bem abertas, quase sandálias (por sinal, ainda tenho problemas de identificar o que é sandália e o que é realmente uma Open Boot)

Open Boots mostrando sua força no fim da primavera romana (Foto: J. Caetano/STONE)

Nesse modelo acima, vemos um modelo mais “cowboy”, desfilando na Piazza del Popolo, no centro de Roma. Destino de 9 entre 10 turistas da Cidade Eterna. O solado baixo garante o conforto para as caminhadas no antigo calçamento romano, já que a melhor maneira de se conhecer a antiga capital do Império é andar.

Open Boots mostrando a parte detrás das pernas, combinam bem com jeans curtinho (Foto: J. Caetano/STONE)

Alguns modelos, como o dessas garotas desfilando pela Corso Vittorio Emanuele II, em direção à Ponte Sant’Angelo, já trazem uma abertura maior, principalmente na parte detrás das pernas. Essas peças combinam bem com jeans curtinhos e prometem passear por aqui no verão.

As botas fechadas ainda encontram seu lugar no verão (Foto: J. Caetano/STONE)

Agora, se não sentir tanto calor nos pés, as botas fechadas ainda fazem sucesso em dias menos quentes, e podem ser usadas como nas fotos, sempre combinadas com roupas leves.

Porém, particularmente, ainda que com o receio de algumas mulheres, as Open Boots chegaram nesse verão europeu e tendem a vir para o sul quando o clima esquentar por aqui. Open Minds para as Open Boots, Ok?

Dou o selo de “Pura Moda” para as Open Boots!

J. Caetano

As botas do inverno 2010

Não tem como fugir, nem como negar, a peça coringa de todo inverno é a bota. A cada ano surgem novos modelos e para ajudar as mulheres na hora da compra, resolvi criar este post com as tendências 2010 desse calçado tão cobiçado! É importante saber qual fica melhor em você e saiba quando usar determinado tipo de modelo.

Ankle boots – Apareceu ano passado e continua em alta, use com meia-calça ou um jeans bem justo, se tiver uma legging melhor! Agora, se você tem pernas grossas, esqueça!

Bota de cano médio – Fica na altura das canelas, use com roupas femininas e delicadas, combinam com vestidos. Mas essa também não fica legal se você tem pernas grossas pois realçam a região da panturrilha.

Overboots – É o modelo que fica na altura das coxas. É bem ousada, sob uma saia e com meias fica ótima, mas se você for baixinha não é a indicada.

Hiking boots – Tem o mesmo modelo das Ankle boots, a diferença é que são cheias de detalhes como tachas, furos, laços e desenhos.  Não devem ser usadas em situações formais.

Coturnos – De inspiração militar, estão em alta! Faça uma produção diferente e use com vestidos leves.

Aproveite que o inverno está começando, escolha a bota que combina com você e arrase!

Bjs, Ygor Asmar